quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

MERCADO DAS ÁGUAS: 2022 começa com fortes mudanças

 


2022 começou para valer. E o Mercado das Águas, como todos os anos, está mais quente do que nunca, trazendo novidades e surpresas para a natação nacional. Muitas trocas de times foram anunciadas nestes primeiros dias, e algumas até surpreendentes.


A primeira saída anunciada foi a de Lorrane Ferreira do Pinheiros, rumo ao SESI, para treinar com Fernando Vanzella. "Em 2018 sair de casa e vir pra São Paulo parecia um desafio e tanto e realmente foi, eu amadureci muito, alcancei vários objetivos e conheci pessoas e profissionais incríveis que me ajudaram nesta caminhada! Foram 4 anos de muita velocidade, força, dedicação e comprometimento no Esporte Clube Pinheiros! Foi um prazer representar essas cores!", escreveu Lorrane em rede social. Outro que saiu do clube foi Guilherme Bassetto, após 9 anos, para ser parte da Unisanta.

Outra saída foi a de Beatriz Dizotti, do Minas. Ela deixou três anos no clube mineiro - com direito à uma Olimpíada, os Jogos Tóquio 2020+1, também para fazer parte da Unisanta. "Conexões como as que eu fiz nesse clube, são dificilmente quebradas. Nunca vou esquecer tudo que fizeram por mim e pelo meu sonho, serei eternamente grata!", disse Dizotti, que agora passa a treinar no Rio de Janeiro, com Fernando Possenti.

Aliás, Nathália Almeida (foto) também mudou de ares. Após dez anos no Flamengo, passando por todas as fases e conseguindo a tão sonhada vaga olímpica, ela agora é parte, também, da Unisanta. "10 anos de relação com meu clube de coração. 10 anos que você me viu crescendo como pessoa, como atleta e literalmente ficando mais velha com o passar dos anos. Não sei como dizer o quanto eu sou grata por tudo que a gente viveu, mas posso dizer que isso é um até logo!! Afinal, uma vez Flamengo...", disse Naná, que segue morando e treinando no Rio e treinando com o time Possenti, ao lado da sempre parceira Gabrielle Roncatto, que segue no rubro-negro.

E após anos morando em Michigan, Luiz Gustavo Borges voltou a morar no Brasil, mas agora defendendo o Minas. Ele deixou o Pinheiros para treinar junto com Sérgio Marques, seguindo o planejamento que levou Fernando Scheffer ao bronze olímpico. Outra saída anunciada foi a de Daynara de Paula do SESI, após nove anos. "Foram 9 anos de aprendizado, felicidades, choros, amor , tristeza… De momentos marcantes, que fazem parte de mim. Porém chega uma hora que é precisos mudar, sair da zona de conforto, conhecer e viver experiências novas e o mais importante conquistar meus sonhos". Até agora ela não anunciou o novo destino.

Também deixou o Minas Maria Paula Heitmann, que defendia as cores azul e branca desde 2012. "Uma década! São muitas histórias dentro da família minastenista, muitas pessoas especiais e incontáveis momentos que vivi dentro do time. Um Clube que sempre me acolheu e me proporcionou muitas oportunidades. Foi uma alegria representar o Minas por todo esse tempo! Deixo meu carinho ao Clube que tem um lugar único guardado junto comigo", disse Heitmann. É importante lembrar que, em meio a esse tempo, ela morou nos Estados Unidos onde defendeu a Universidade de Indiana em competições da NCAA. Em breve, também saberemos seu novo clube.

E se o Minas perdeu Heitmann, ganhou Sofia Rondel. Revelada pelo São José, Sofia defendera o Corinthians desde 2015 e agora fará parte do time azul de BH. "Sou eternamente grata ao clube por tudo que me proporcionou nesses últimos anos, todos os altos e baixos que só me fizeram mais forte sempre, saio do clube com um aperto no coração porque foi uma família que eu encontrei e que sei que vou levar para o resto da vida", disse Rondel ao se despedir do Timão em rede social. Outra novidade do Minas é Letícia Romão. Vinda do Joinville, onde fez grandes jornadas nós Brasileiros de Categoria, ela se junta a equipe azul de BH, assim como Luiza Lima. Egressa do Fluminense e do Marina Barra Clube, a filha de Milene Comini e Luiz Lima vai estrear nos juniores defendendo o time minastenista.

Já Kayky Mota, que está nos EUA dependendo a Universidade do Tennessee, também trocará de clube no Brasil: deixou o Corinthians para ir ao Pinheiros. O movimento inverso fez Iago Moussalém, que trocou o Jardim Europa pelo Parque São Jorge, para onde volta após grande carreira no Júnior. Ele ainda está nos EUA, mas vai defender o time profissional da Georgia Tech, ao lado de Caio Pumputis e do coach Francisco Rego.

O Corinthians ganhou, mas também perdeu. Após três anos, Betina Lorscheitter anunciou em rede social sua saída do Timão. "Foram 3 anos de muito trabalho, profissionalismo e comprometimento. Onde eu alcancei excelentes resultados e evolui como atleta. Obrigada Corinthians! Sigo o meu caminho em busca da evolução contínua e acreditando que ainda posso muito mais!", disse Betina que, na sua passagem pelo Parque São Jorge, conseguiu índice olímpico na Seletiva, mas existiam Viviane Jungblut (que segue no GNU) e Beatriz Dizotti...

Ainda falando de voltas para casa, Guilherme Cachorrão Costa, após três anos, despediu-se do Minas para voltar à Unisanta, muito embora ainda treinando no Rio. "Foram três anos de parceria, aprendizado e muitas conquistas, individuais e por equipes, com a camisa minastenista. Agradeço à direção e à comissão técnica. É muito bom voltar para o time que me abriu as portas lá no início da minha carreira", disse em posts. Foi por lá que ele bateu seu primeiro recorde sul-americano dos 1500 livre, em 1º de Abril de 2017, e o resto passou a ser história.

Este post segue sendo atualizado quando novas mudanças na natação brasileira acontecerem.

(informações do Swim Channel, Olhar Olímpico, Best Swimming e RSP Sports, além dos Instagram dos atletas citados - foto da RSP Sports - atualizado dia 20/01 às 14:20)

Nenhum comentário:

Postar um comentário