segunda-feira, 19 de abril de 2021

SELETIVA OLÍMPICA: Índices

Dentro de poucas horas, começa o evento mais esperado pelos fãs da natação nestes cinco anos: a SELETIVA OLÍMPICA rumo aos JOGOS OLÍMPICOS TÓQUIO 2020+1. O que precisou ser falado, foi falado na matéria anterior. Nesta, deixamos com vocês os números mais importantes para os 101 nadadores, ou seja, os índices. Confiram e torçam!


(com informações da CBDA)


domingo, 18 de abril de 2021

SELETIVA OLÍMPICA: Tudo pronto!


Agora não há mais volta. Depois de um ano de adiamento, expectativas e treinos (ou não, por causa da Covid), está na hora de saber quem será digno de nos representar no Parque Aquático Olímpico de Tóquio. Vai começar, nesta segunda, a SELETIVA OLÍMPICA, única chance para os atletas tentarem índices para os JOGOS OLÍMPICOS TÓQUIO 2020+1, no Parque Aquático Maria Lenk, na Barra da Tijuca.

sábado, 20 de março de 2021

DOIS EM UM: etapas finais do Sula e Seletiva Pré-Olímpica

 

Nação aquática, por razões particulares, vamos, nesta nota, fazer o resumo dos dois grandes acontecimentos das águas na Argentina e no Brasil, respectivamente. Claro que falo do Sul-Americano de Esportes Aquáticos, que aconteceu em Buenos Aires, e da Seletiva Pré-Olímpica Masculina de Maratonas Aquáticas, em Piraí. Vamos a isso:

quinta-feira, 18 de março de 2021

SUL-AMERICANO: Mais medalhas e índices para a nova geração

 


No segundo dia de Sul-Americano de Esportes Aquáticos, em Buenos Aires, a nova geração brasileira não tem tido nada a dever contra as feras do continente que buscam vaga para os JOGOS OLÍMPICOS TÓQUIO 2020. 14 medalhas a mais para a conta, sendo dois ouros, que por enquanto nos somam 21 (sendo cinco, contando com o nado sincronizado) - aqui está o quadro completo. Em pontuação, locais ainda na frente: 257 contra 247 para nosso país, que quer manter a invencibilidade nas piscinas.

quarta-feira, 17 de março de 2021

SUL-AMERICANO : Brasil começa com 3 ouros

 


E começou o Sul-Americano de natação em Buenos Aires. O evento, que aconteceria em 2020 e foi adiado, vale vaga para os JOGOS OLÍMPICOS TÓQUIO 2020, menos para o Brasil. Por isso, enquanto grande parte do continente manda o que há de melhor, o Brasil vem com um time jovem que quer índices para a Seletiva Olímpica do Rio, no próximo mês. Mas isso não é um empecilho pra brilharem: sete medalhas, três ouros, eis o saldo do primeiro dia.